-
- Estética Restauradora
Laser
Implantes
Cirurgia Bucal
Ortodontia
Apnéia/Ronco
Outros Tratamentos
 
- Nossa História
Localização
Estrutura
Biossegurança
 
- Dr. Rafael Lunardi
Corpo Clínico
 



Rua Bororós, 804 salas 03/04/05
Fone: + 55 (41) 3244-3237
Vila Izabel - CEP: 80.320-260
Curitiba - Paraná - Brasil


Nossos Tratamentos

Laser: Excelência Em Tecnologia Auxiliando Seu Tratamento Odontológico

Dentre os vários tipos de LASER com utilização na odontologia, destaca-se o LASER Terapêutico.

Trata-se de um revolucionário sistema híbrido de emissão de luz, composta por uma matriz de emissores tipo LED e um Diodo LASER Infravermelho.

Laser

Sua utilização auxilia a clínica odontológica de diversas maneiras, basicamente em:

Clareamento Dental
Laserterapia
Fotopolimerização


Clareamento Dental

Uma potente fonte luminosa de vários LED’s gera uma luz “pura” e “fria”, ideal para a ativação do gel clareador.

A luz “fria” dos LED’s não gera aquecimento nas estruturas dentais, minimizando assim a sensibilidade ao clareamento.

Enquanto que o LASER atua de maneira simultânea controlando a sensibilidade dos dentes.

Logo, este equipamento permite uma técnica de clareamento dental MAIS RÁPIDA e EFICAZ e com MENOR SENSIBILIDADE.

voltar ao topo



Laserterapia

A terapia LASER é mais uma opção eficaz para a odontologia. Possui uma série de indicações, podendo ser usada isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos.
Possui propriedades:

- Analgésica: Alívio da Dor
Promove alívio de dores de diversas causas, incluindo a sensibilidade dentária, dores nevrálgicas, dores pré e pós-operatórias e dor orofacial.

- Antiinflamatória: Redução de Edema e Normalizador Circulatório
Pode ser utilizado durante ou após preparos dos dentes para próteses fixas ou em restaurações (“obturações”), após raspagens periodontais (tratamento das gengivas) e cirurgias bucais (extrações de sisos ou outros dentes, enxertos, etc).

- Reparadora Tecidual: Efeito Bioestimulador
A fotobioestimulação por LASER é empregada com sucesso após o tratamento de canal (quando houve necrose do “nervo”), também em lesões traumáticas ou viróticas (por exemplo, no Herpes Labial).

Promove uma reparação tecidual (“cicatrização”) MAIS RÁPIDA e de MELHOR QUALIDADE.

VEJA ALGUNS EXEMPLOS DE APLICAÇÕES DA LASERTERAPIA:

- Dor:
O LASER terapêutico pode contribuir muito no sentido de prevenir ou diminuir a dor, seja na etapa prévia à consulta, como durante o procedimento clínico.

- Aftas:
Alivia a dor e aumenta a imunidade do local, minimizando o tempo de cicatrização. 

- Herpes Labial:
O tratamento terá maior eficácia quando for instituído no início do ciclo do Herpes. Ou seja, quando os primeiros sintomas começarem a aparecer (coceira, ardência e hipersensibilidade na região) antes que as vesículas (pequenas bolhas) estourem.

Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, melhores serão os resultados.
A ação esperada é analgésica (alívio da dor), regenerativa e reparadora (acelera a cicatrização).

- Dentes Sensíveis:
Existem vários tipos de sensibilidade dentária (após raspagem, exposição da raiz dentária, alimentação ácida excessiva, bruxismo, excesso de escovação, etc). O LASER terapêutico terá dois tipos de ação:

Uma imediata, aonde a pessoa relata alívio da dor no momento da aplicação.
Outra, em longo prazo, devido ao efeito de bioestimulação da dentina (tecido dentário) que aparecerá em alguns dias, diminuindo a sensibilidade.

- Implantes Dentários:
Após a cirurgia de instalação, a aplicação do LASER estimula o tecido ósseo a “integrar” o implante dentário, acelerando a osseointegração do mesmo. Além da propriedade analgésica e antiinflamatória na região, promovendo maior conforto no pós-operatório.

- Anestesia:
Em pessoas que apresentam dificuldade em serem anestesiadas, o LASER faz com que haja uma maior circulação na região facilitando a instalação do anestésico.

Também em situações aonde o procedimento odontológico já foi finalizado e deseja-se que o efeito da anestesia “passe mais rápido”, o LASER induz o organismo a absorver o anestésico, eliminando o “amortecimento” mais rapidamente.

- Cárie:
O procedimento de remoção da cárie gera certo trauma ao “nervo” do dente. Aonde existem variações de temperatura, vibrações e influências químicas dos materiais odontológicos.

A aplicação do LASER tem funções analgésica e antiinflamatória, aliviando a sensibilidade do dente e da gengiva em torno do mesmo.

- Edemas (Inchaços):
O surgimento de inchaço após alguns procedimentos odontológicos (principalmente os cirúrgicos) é uma reação normal do organismo.

O uso do LASER logo após a consulta, ou após o edema instalado, tem efeito antiedematoso, combatendo e reduzindo tal inchaço.

- Tratamento de Canal (Endodontia):
E alguns casos, o tratamento de canal pode gerar uma sensação de desconforto após a consulta, assim preventivamente aplica-se o LASER a fim de evitar a dor.

Em casos aonde foi diagnosticada necrose (morte) do “nervo” o LASER atua auxiliando na reparação (cicatrização) da região.
Em outros casos específicos o LASER auxilia na fase de diagnóstico em casos de dores difusas.

- Extração Dentária:
Após a extração do dente o LASER pode ser utilizado com a finalidade de acelerar a cicatrização da região, bem como diminuir a sensibilidade dolorosa e o inchaço.

- Ortodontia:
Algumas horas, ou alguns dias após a instalação, ou após o “aperto” do aparelho, pode ser desencadeado um processo de dor.
O LASER quando utilizado logo após a instalação ou ativação dos aparelhos, poderá evitar ou minimizar tal sensibilidade.

- Gengivite:
Após o tratamento convencional, o LASER atua de maneira coadjuvante diminuindo significativamente o desconforto pós-raspagem, auxiliando também no processo de cicatrização.

- Doença Periodontal (Periodontite):
Nas cirurgias periodontais (de gengiva) após as curetagens, o LASER tem efeito coadjuvante, minimizando inchaço e dor, além de acelerar e melhorar o processo de cicatrização óssea e gengival.

- Pericoronarite:
Trata-se de uma inflamação muito dolorosa na “gengiva”, geralmente ao redor dos dentes do siso, principalmente quando os mesmos não “nasceram” por completo.
Após o tratamento convencional, o LASER tem efeito antiinflamatório e analgésico.

- Síndrome de Dor e Disfunção da ATM (“Articulação Mandibular”):
Pacientes com má oclusão (“mordida errada”), por falta de tratamento ortodôntico (aparelhos dentários) ou por necessidade de reabilitação oral (próteses), podem ter problemas não somente dentários, mas também musculares na região facial.

O LASER tem a função coadjuvante no tratamento dos sintomas da disfunção, diminuindo as dores e relaxando a musculatura.

O tratamento das causas do problema deve ser instituído simultaneamente.

voltar ao topo



Fotopolimerização

Os LEDs produzem uma alta potência de 800mW/cm2 a um comprimento de onda de luz visível (luz azul pura) de 470nm.

Assim, estes LEDs não geram aquecimento, além de permitirem uma eficiente polimerização (“endurecimento”) de alguns materiais, como:

- Resina Composta, material utilizado na confecção de restaurações (obturações);
- Cimentos Resinosos, material utilizado na cimentação de próteses fixas.
Logo temos procedimentos odontológicos mais resistentes e duradouros, sem gerar danos aos tecidos bucais.

voltar ao topo

 

Copyright 2015 © Rafael LUNARDI - Odontologia Estética Restauradora